quinta-feira, março 18, 2010

breake rules


Há tanta coisa que queria fazer, experimentar, aprender, curtir, sentir, ser.

Porque nos prendemos aos medos, aos receios, à inércia? Auto-prendemo-nos, porque somos livres de fazer o que queiramos. Porquê precisar do consentimento de quem quer que seja? De nos limitarmos aos achares e certezas absolutas dos outros? Quem são os outros para nos dizer, impor, sugerir o que quer que seja? Quem lhes deu o poder ou estatuto de saber mais, de ser dono de regras, de nos cobrar comportamentos, acções ou, simplesmente, cortar as vazas aos que queremos ou nos apetece ter?

Se não atropelar a liberdade de ninguém, quem é o ninguém para achar bem, mal, apropriado ou desapropriado as minhas ideias, os meus ideais, o meu viver, o meu sentir, o meu querer?

So… WHY NOT?

2 comentários:

Dantins disse...

Dizes frase que eu uso imenso: desde que não atropelemos a liberdade de ninguém, somos livres de fazer o que bem entendemos!
Que se lixem as regras e as normas, só existe uma vida, temos que a agarrar e fazer dela UMA GRANDE VIDA :D

Gaga disse...

Breika as rules todas com gana...and enjoy life.

:))