terça-feira, fevereiro 03, 2009

Correspondência



Começo a sentir-me um género de bicho horrível.

No outro dia tinha uma carta em cima da minha cama com um post it escrito pelo meu irmão que dizia: “Já vinha aberta”. Hoje, tinha uma outra com uma nota escrita pela minha mãe no próprio envelope a dizer: “abri por engano”.

Odeio que bisbilhotem as minhas coisas, e sei que há algum tempo me passava cada vez que o meu pai trazia o correio para casa e o abria quando não vinha em nome dele porque sim, porque se achava nesse direito, isso irritava-me mesmo, mas… há cartas e cartas, e o que me chateava mesmo era o sentirem-se no direito de ver aquilo que não lhes pertence.

Será que sou assim tão horrível e não me tenho dado conta?

1 comentário:

Dantins disse...

É uma questão de respeito, eu divido a vida e a casa há 17 anos com uma pessoa e não abro a correspondência dela, acho que é algo pessoal por mais confiança que se tenha.